Economia

Polícia Fiscal apreende dinheiro na fronteira

A Polícia Fiscal do posto fronteiriço de Santa Clara apreendeu, na semana passada, 3,825 milhões de kwanzas em posse de passageiros que tentavam deslocar-se à Namíbia, noticiou ontem a Angop.

Cidadãos dizem desconhecer o fim do acordo cambial
Fotografia: Edições Novembro

O relatório de balanço operacional daqueles serviços relativos à semana passada declara que a apreensão se deveu à violação dos limites estabelecidos pelo Banco Nacional de Angola (BNA), para a transportação de moeda nacional para a Namíbia.
A polícia explica que, depois da suspensão do acordo de conversão monetária entre os bancos centrais de Angola e da Namíbia, que facilitava o câmbio entre as duas moedas no espaço fronteiriço, muitos cidadãos insistem em transportar avultadas somas para aquele território, alegando existir daquele lado lojas que recebem a moeda nacional.
O acordo cambial permitia que viajantes atravessassem a fronteira com até 500 mil kwanzas, mas, com a sua suspensão, só podem, fazê-lo  com até 50 mil kwanzas.
Os valores apreendidos foram enviados para a Administração Geral Tributária (AGT), em Santa Clara, para procedimentos legais, de acordo com o documento.
Também foram apreendidas em Santa Clara três viaturas, 75 colchões, 44 telemóveis de diversas marcas, um jogo de cadeirões, uma TV Plasma, 20 caixas de creme para pele, três caixas de sabonete, 20 caixas com frascos de creme Nívea e um atado de cobertores, fruto de 13 infracções tributárias registadas naquele período.
A Polícia Nacional anunciou, no período anterior, ter apreendido 200 mil dólares de um cidadão angolano que pretendia regressar ao país com tal quantia, em contravenção às regras impostas pelo BNA.

Tempo

Multimédia