Economia

Pólo Diamantífero abre em Novembro

Kamuanga Júlia | Saurimo

O Pólo de Desenvolvimento Diamantífero de Saurimo fica concluído em Novembro deste ano, com os custos das obras a absorverem 70 milhões de dólares, segundo foi reafirmado, quinta-feira, naquela cidade, pelo presidente do Conselho de Administração da Sociedade de Comercialização de Diamantes de Angola (Sodiam), Bravo da Rosa.

Obras do Pólo Diamantífero de Saurimo decorrem a bom ritmo
Fotografia: Kamuanga Júlia | Edições Novembro | Saurimo

Em declarações prestadas à margem de uma visita efectuada a Saurimo pelo secretário de Estado para a Geologia e Minas, Jânio Correia Victor, o líder da Sodiam lembrou que o pólo, que é erguido numa área de 30 hectares, gera 300 postos de trabalho para jovens locais.

As infra-estruturas estão em edificação na localidade de Muangueji, a cerca de 11 quilómetros de Saurimo, pela empresa Engevia, integrando uma lapidadora de diamantes com capacidade de processar quatro mil quilates de diamantes brutos por mês e uma central hídrica com uma potência de cinco megawatts de energia térmica e solar, além de repartições fiscais e bancos.
O presidente do Conselho de Administração da Sodiam sublinhou que a entrada em funcionamento do pólo vai proporcionar cerca de mil postos de trabalho, numa primeira fase.
A Sodiam absorve, na lapidação, cerca de 4,00 por cento da produção total de diamantes, garantido, com o surgimento de pólos do género, o objectivo de aumentar o emprego industrial para 20 por cento da produção angolana dessas pedras preciosas.
O secretário de Estado para a Geologia e Minas visitou Saurimo em companhia dos presidentes dos conselhos de administração da Sodiam, Endiama, Ganga Junior, e do Instituto de Geológico Mineiro, Canga Xiaquivuila, além de técnicos do sector.

Tempo

Multimédia