Economia

Porto pede adesão ao pacto da ONU

Madalena José

O Secretário de Estado para a Aviação Civil, Mário Domingues, declarou ontem que o Porto de Luanda dispõe de condições para Adesão ao Pacto Global das Nações Unidas, uma iniciativa voltada para empresas que alinham as suas estratégias aos direitos humanos, meio ambiente e combate à corrupção.

Secretário de Estado para a Aviação Civil, Mário Domingues
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

Mário Domingues discursou na apresentação pública da carta de adesão do Porto de Luanda ao Pacto Global das Nações Unidas e disse esperar que a empresa portuária se torne, depois dessa decisão, um emprego decente para os seus trabalhadores.
A representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Câmia de Carvalho, considerou que as empresas públicas jogam um papel fundamental na economia nacional, sobretudo na valorização da mão-de-obra e a criação de emprego.
Kâmia de Carvalho afirmou que o PNUD pretende, com essa iniciativa, aplicar os objectivos do desenvolvimento sustentável até 2030, de modo a reduzir a pobreza, promover o combate às alterações climáticas e a lutar contra todas as formas de desigualdade, “assegurando que ninguém seja deixado para trás”.
O Pacto Global já tem mais de nove mil empresas participantes em 161 países e produziu mais de 52 mil relatórios públicos, de acordo com Kâmia de carvalho.
Antes do Porto de Luanda, os de Cabinda e do Lobito aderiram ao pacto, mas foi  anunciado que  as empresas de caminhos-de-ferro, aviação e companhias privadas do sector dos transportes também vão solicitar a adesão.
O Porto de Luanda revelou ontem ter investido, desde o ano passado, mais de 13,8 milhões de dólares na melhoria  das infra-estruturas, para aperfeiçoar as condições de trabalho dos operadores.
Oito milhões foram empregues na construção de um cais de 260 metros, mais de 2,8 milhões em obras de dragagem para obter cinco metros de profundidade e outros 2,9 milhões na instalação de duas rampas flutuantes.
As obras permitirão a atracação simultânea de 12 embarcações  e duas RoRo - tipo cargueiro gigante para o transporte de automóveis e outros veículos.

Tempo

Multimédia