Economia

Pouco crédito para muito lucro na banca

Os bancos Crédito do Sul (BCS), Yetu e VTB concederam, em 2019, menos crédito a clientes quando comparado aos lucros do exercício, de acordo com os relatórios e contas destas instituições financeiras.

Fotografia: DR

Num total de 11 bancos analisados, dos quais os públicos BPC e BCI obtiveram lucros negativos, mas concederam milhares de milhões em crédito, os BIG Three (BAI, BFA e Atlântico) disponibilizaram em crédito aos clientes valores de 449; 359,1 e 442,7 mil milhões de kwanzas.

O Caixa Angola, sem ser dos cinco maiores da praça, disponibilizou em crédito no período a cifra de 112,3 mil milhões de kwanzas, contra um lucro de 21,3 mil milhões.

Já os bancos Valor e Finibanco, apesar de fasquia baixa, só quando comparado aos dos anteriores, pois em relação aos balanços são ajustados, disponibilizaram verbas acima dos lucros obtidos, designadamente 6,3 e 22,7 mil mi-lhões de kwanzas.

Nos relatórios e contas publicados, entre Abril e Maio, o Banco Crédito do Sul lucrou 14,6 mil milhões, em 2019. O VTB surge com um lucro de 8,6 mil milhões, enquanto o Finibanco lucrou 8,8 mil milhões de kwanzas. O valor do Banco Valor publicou um lucro de 5,4 mil milhões, sendo que o Caixa Angola aparece com um resultado líquido de 21,3 mil milhões de kwanzas.

Para o Yetu, há um registo de 4,4 mil milhões de kwanzas. O lucro do Millennium Atlântico foi de 30,5 mil milhões de kwanzas e o do BFA 119,9 mil milhões.

O mercado bancário angolano é operado por 26 instituições financeiras autorizadas pelo BNA, enquanto banco central. Legalmente, está ori-entado que os bancos apresentem as contas até ao final de Abril do ano seguinte.

Tempo

Multimédia