Economia

Preço do petróleo sobe a 75 dólares por barril

O preço do barril de petróleo Brent para entrega em Junho passou hoje a barreira dos 75 dólares pela primeira vez desde o fim de Outubro no mercado de matérias-primas de Londres, chegando a ser negociado nos 75,35 dólares, mais 78 cêntimos que no fecho de quarta-feira.

Fotografia: DR

Em Nova Iorque, o barril de Light Sweet Crude para a mesma data de entrega subia 19 cêntimos para 66,08 dólares, o recorde em seis meses.

O preço do petróleo está a ser impulsionado pela pressão dos Estados Unidos para limitar as exportações de petróleo do Irão e a perspectiva do crescimento da procura mundial.

A escalada do preço, que se tem registado desde inícios de 2019, favorece os grandes produtores, cujas exportações superam as importações, como a Arábia Saudita, a Rússia e os Emirados Árabes Unidos, enquanto penaliza os países com recursos petrolíferos limitados, como muitos europeus.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), especialmente a Arábia Saudita e a Rússia, aliada externa do cartel, tem desde início do ano reduzido a produção de crude, elevando o preço. O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem pedido reiteradamente à OPEP que suavize os cortes, mas sem sucesso.

Os especialistas crêem que o cartel não irá compensar os barris que o Irão deixará de exportar, como já admitiu o ministro da Energia saudita, o que aumenta o nervosismo do mercado levando à subida dos preços.

Tempo

Multimédia