Preços vigiados registam subida


20 de Abril, 2017

Fotografia: JAImagens

O Índice de Preços Vigiados (IPPV) aumentou em 1,33 por cento de segunda a sexta-feira da semana passada, mais 2,74 pontos percentuais que o período anterior.

Quando registou uma variação negativa de 1,41 por cento, anunciou ontem, em nota de imnprensa, o Instituto de Preços e Concorrência do Ministério das Finanças.
O Instituto declarou que, em termos homólogos - a 12 meses -, o IPPV registou um aumento de 1,12 pontos percentuais, face aos 0,21 por cento daquele período.
As maiores diminuições de preços nos supermercados de Luanda foram o pão (13,75 por cento) e o tomate (8,36), enquanto os maiores aumentos recairam sobre a mandioca (19,80 por cento) e sabão em barra (13,50), apontou o Instituto Nacional de Preços e Concorrência.
O IPPV é calculado com base na soma dos preços dos produtos praticados pelos retalhistas na cidade de Luanda, considerando a aquisição de uma unidade de medida de cada item.
O Regime de Preços Vigiados foi instituído por um decreto executivo de 2016 que define as regras e procedimentos para a fixação e alteração dos preços, bem como os mecanismos para o desempenho da actividade de controlo e fiscalização de preços.
A lista dos bens e serviços pertencentes ao Regime de Preços Vigiados foi publicada em Fevereiro do ano passado e inclui 30 produtos, como o arroz, banana, batata-rena, batata-doce, carne fresca, carne seca, cebola, cenoura, farinha de trigo, feijão, frango, fuba de mandioca,  fuba de milho, leite em pó, massa alimentar, óleo de palma, óleo de soja, pão, peixe, sal, sabão, alface, alho, tomate e cebola.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA