Economia

Representação angolana em fórum na Austrália

Isaque Lourenço

Uma delegação do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos (Mirempet) e empresas do sector participam, de 4 a 6 de Setembro, no 17º Africa Down Under, uma conferência internacional sobre mineração e energia em África, a realizar-se na cidade australiana de Perth.

Secretário de Estado da Geologia e Minas, Jânio Correia Víctor
Fotografia: Angop

O Jornal de Angola soube da organização que a delegação angolana é chefiada pelo secretário de Estado da Geologia e Minas, Jânio Correia Víctor, que também deverá ser um dos intervenientes num dos painéis do encontro.

De acordo com o programa, devem ainda estar presentes por Angola, em termos de empresas do sector, a Endiama e a Ferrangol, principais operadoras nas áreas dos diamantes e materiais ferrosos, prevendo-se a realização de encontros com parceiros e investidores interessados em entrar no sector mineral em Angola.
O Africa Down Under (ADU) é um fórum que privilegia as relações comerciais entre a Austrália e África, criado para elevar a consciencialização sobre os interesses daquele país na mineração e energia, tornando-se no maior do género realizado fora do continente, lê-se num prospecto informativo da organização.
Desde a realização da conferência inaugural, em 2003, o Africa Down Under tem reunido as melhores histórias de sucesso de toda a África e continua a desmistificar a noção errada de que fazer negócios com África é “muito difícil.”
Em 2018, a conferência reuniu 72 apresentações e painéis de discussão no palco principal, delegações ministeriais e de governos de 16 países africanos, 90 stands de exposição, mais de 30 eventos paralelos durante a semana e um número recorde de reuniões de investidores, além de mais de 1 400 delegados.
Já em 2017, estiveram lá 60 prelectores, 67 expositores e mais de mil delegados, incluindo ministros e delegações governamentais de 19 países africanos. “Essa notável participação continua a reflectir o ressurgimento de um sector impulsionado pelas condições de mercado e os preços das matérias-primas”, disseram os promotores.
A anteceder à conferência, está previsto o Fórum de Pesquisa África-Austrália, onde é abordado o tema do empreendedorismo africano no sector mineiro e as oportunidades para melhorar o ambiente de negócios no continente, além de uma abordagem sobre o aproveitamento da energia dos jovens e o empoderamento feminino.

Tempo

Multimédia