Economia

Sector de energia e água dinamiza indústria local

Para o relançamento  da economia, que se pretende cada vez mais diversificada, o Governo de João Lourenço conta com infra-estruturas capazes de assegurar os investimentos agrícolas e industriais.

Novas barragens hidroeléctricas aumenta défice de energia
Fotografia: Angop

Uma nova central hidroeléctrica entrou em funcionamento, em Agosto, depois de Capanda e Cambambe. Trata-se da barragem de Laúca, com capacidade para 2.070 Megawatts de electricidade, mais do dobro da capacidade das duas barragens - Cambambe (960 MW) e Capanda (520 MW). Avaliada em 4,5 mil milhões dólares, a barragem de Laúca vai gerar electricidade para Oito milhões de famílias e várias unidades industriais e agrícolas.
Neste momento, decorre a construção da barragem de Caculo Cabaça. A barragem de Caculo Cabaça (gémeos, na língua local), comuna do município da Banga, na província do Cuanza Norte, entra em funcionamento dentro da próxima legislatura com 2.172 Megawatts de electricidade. Caculo Cabaça vai permitir, através da interligação das redes centro e sul, a exportação de electricidade para países como a Namíbia ou África do Sul.

Tempo

Multimédia