Economia

Serviço da AGT alarga a base de arrecadação

Weza Pascoal| Menongue

A Administração Geral Tributária (AGT) alarga a base de arrecadação de receitas no Cuando Cubango a partir de Janeiro de 2019, com a construção de oito Postos de Atendimento Fiscal (PAF) nas sedes municipais do Cuchi, Cuito Cuanavale, Mavinga, Nancova, Rivungo, Dirico, Calai e Cuangar.    

Fotografia: DR

O chefe da Repartição Fiscal de Menongue, Estefânio de Castro, anunciou um projecto da AGT para edificar os postos, os quais permitem que os contribuintes deixem de se  deslocar ao Rivungo, que fica a cerca de 700 quilómetros da capital da província, para poderem pagar os impostos.
Além disso, os trabalhadores da AGT realizam campanhas de sensibilização nas comunidades dos nove municípios da província, aconselhando os contribuintes a cumprirem as obrigações fiscais, mas esse projecto depara-se com a fraca implantação dos serviços de colecta fiscal.   O potencial de arrecadação é, entretanto, elevado, o que se prova por a Repartição Fiscal de Menongue, a única em daquele município, ter arrecadado, de Janeiro a Novembro, 1.825 milhões de kwanzas com a cobrança de impostos, taxas e emolumentos.
Apesar de algumas empresas terem solicitado o encerramento das suas actividades por causa da crise financeira e económica, de Janeiro a Novembro houve um aumento da arrecadação de 29 por cento, fruto da intensificação das acções de sensibilização que a AGT leva a cabo a nível dos municípios.

Tempo

Multimédia