Economia

Standard Bank e banco chinês apoiam obras de Caculo Cabaça

Natacha Roberto

O Standard Bank Angola (SBA) e o accionista Banco Industrial e Comercial da China (ICBC) projectam financiar operações da construção da barragem de Caculo Cabaça, na bacia do Médio Kwanza, e no desenvolvimento do sector da energia e águas.

Presidente da Comissão Executiva do SBA, Luís Teles
Fotografia: Maria Augusta | Edições Novembro

O presidente da Comissão Executiva do SBA, Luís Teles, afirmou ao Jornal de Angola, à margem de um encontro com a comunidade empresarial chinesa, que o facto de um consórcio daquele país ter sido contratado pelo Executivo para construir a barragem por cerca de 490 mil milhões de kwanzas, com financiamentos do ICBC, constitui uma excelente oportunidade para as empresas do país oriental que operam em Angola.
A construção do aproveitamento hidroeléctrico de Caculo Cabaça e as obras conexas, na província do Cuanza-Norte, prosseguiu, constituem um projecto de grande dimensão.
“Existe um conjunto de projectos identificados aquando da visita do Presidente da República à China e que estamos a analisar para desenvolver”, afirmou.
Luís Teles avançou que, neste momento, decorre um diálogo entre as instituições governamentais e, tão logo esteja finalizado, as empresas financeiras vão poder participar nos projectos de produção e transporte de energia e água. A construção na barragem hidroeléctrica de Caculo Cabaça vai ajudar a combater o défice da produção eléctrica e é uma das prioridades do Governo para promover a qualidade de vida da população e o desenvolvimento económico e social do país, lembrou.
ICBC detém 20 por cento das acções do SBA e, com base nessa associação, vão desenvolver vários projectos em Angola. “As empresas chinesas são um dos nossos principais parceiros económicos de Angola e estamos aqui também para servir os empresários com interesse em investir no mercado angolano”, realçou.

Tempo

Multimédia