Economia

Suécia promete apoio para dinamizar economia

Victorino Joaquim|

A Suécia vai fornecer tecnologia para os sectores da agricultura, Educação, Finanças e Transporte, assim como para o combate à corrupção, anunciou ontem, em Luanda, a embaixadora daquele país.

Fotografia: DR

Ewa Polano, que falava à imprensa no quadro do seminário sobre “O sector das TICs e a economia digital”, uma iniciativa conjunta dos dois países, disse que a Suécia quer transferir conhecimentos tecnológicos para Angola para dinamizar o empreendedorismo e cursos universitários.
Sublinhou que as tecnologias de informação podem contribuir para a diversificação da economia.
Relativamente ao sector dos Transporte, a diplomata anunciou a realização, na Suécia, ainda este ano, de uma conferência internacional sobre segurança nas estradas, que contará com a participação do ministro Ricardo de Abreu.
Informou que a conferência vai debater, entre outra questões, as tecnologias na prevenção de acidentes nas estradas.
Ewa Polana considera que o volume de negócios entre Angola e a Suécia ainda não é o satisfatório, mesmo depois de, nos último anos, ter crescido na ordem de 80 por cento, tendo defendido o aumento das trocas comerciais.
O ministro das Telecomunicações e das Tecnologia de Informação, José Carvalho da Rocha, afirmou que a experiência da Suécia pode contribuir para a digitalização da economia angolana.
“Tendo em conta os grandes desafios mundiais e a inserção de Angola entre os grandes das TIC no mundo, nada melhor do que aprender e partilhar conhecimento com a Suécia, que é o número dois neste domínio”, disse
O governante lembrou que as primeiras iniciativas para a introdução do "Livro Branco das TIC" em Angola contam com o apoio da Suécia.
Lembrou que durante o Fórum e Exposição de Tecnologia de Informação (Angotic 2019) foi assinado, entre os dois países, um memorando de entendimento que vai permitir melhorar a cooperação e estabelecer uma parceria com mútuas vantagens.
A Suécia participou no seminário com uma delegação de mais de 20 empresários de diversos sectores.

Tempo

Multimédia