Economia

Taxas de juro dos bancos comerciais atraem clientes

Isaque Lourenço

O Banco Comercial do Huambo (BCH) é, neste momento, a instituição financeira que oferece as taxas de juro mais atractivas para os depósitos a prazo. De acordo com a tabela do Banco Nacional de Angola (BNA), nas maturidades de 30 (1 mês), 90 (três meses) e 360 dias (um ano), o BCH oferecia taxas de 10; 10,25 e 11 por cento, respectivamente.

Tabela do BNA compara a oferta de 22 bancos licenciados
Fotografia: DR

Apenas os bancos Económico (BE), com 12 por cento, e o de Investimento Rural (BIR), com 12,50 por cento, na maturidade de 360 dias, superavam as suas taxas. Em sentido oposto, o Banco Caixa de Angola apresentava as taxas mais baixas com 0,75; 1,00 e 1,50 por cento, para as maturidades de 30, 90 e 360 dias. Neste particular, só o BNI, com uma taxa de 0,10 por cento, ficava abaixo do Caixa Angola, na maturidade de 30 dias, mas o superou nas restantes.

Na comparação global entre as taxas de juro oferecidas pelos 26 bancos licenciados pelo banco central, o Standard Chartered Bank Angola e o da China Limitada, sem registos, e o Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA), que não capta depósitos, surgem sem nenhum indicador de avaliação.
Os bancos Standard Bank, da China Limitada, BAI Microfinanças e o BIR não apresentaram taxas de 30 dias.

Notas em circulação

As notas e moedas em circulação contraíram, em Fevereiro, 4,91 mil milhões de kwanzas (cerca de 9,05 milhões de dólares), segundo o Banco Nacional de Angola. Em comunicado publicado na sua página de Internet, nota que a Base Monetária em Moeda Nacional, variável operacional da política monetária, influenciada pelo efeito líquido das operações do Tesouro Nacional, expandiu Kz 133,49 mil milhões (9,26%), face à contracção de 9,09% registada no mês de Janeiro de 2020. Tal expansão, reflectiu-se no aumento das reservas bancárias em moeda nacional em Kz 138,40 mil milhões (14,40%).
Já no mercado monetário interbancário, foram transaccionados 722,16 mil milhões de kwanzas, representando uma diminuição de 73,56 mil milhões (9,24%) face ao período anterior. A LUIBOR na maturidade overnight que se situava em 19,98% no mês de Janeiro de 2020, reduziu para 16,94% em 27 de Março.
O agregado monetário M2 em moeda nacional, que congrega a totalidade dos depósitos bancários em moeda nacional e as notas e moedas em poder do público, contraiu 6,24% em relação ao nível observado em Janeiro de 2020. O mesmo passou de 4,94 biliões para 4,64 biliões de kwanzas.
"Esta diminuição reflectiu-se nos depósitos que contraíram em 299,21 mil milhões de kwanzas e nas notas e moedas em poder do público que contraíram em 9,18 mil milhões. O stock das notas e moedas em poder do público passou de 368,00 mil milhões em Janeiro de 2020 para 358,82 mil milhões em Fevereiro", lê-se.

Tempo

Multimédia