Economia

Theresa May oferece 20 mil milhões de euros para sair

A primeira-ministra britânica, Theresa May, vai oferecer esta semana pelo menos 20 mil milhões de euros, na sequência da saída do Reino Unido da União Europeia, avança o jornal britânico Financial Times.

Primeira-ministra britânica quer travar os cépticos
Fotografia: Jaimagens

De acordo com o jornal, a chanceler alemã, Angela Merkel, é uma das líderes europeias que já foi informada de que o discurso de Theresa May em Florença, amanhã, vai incluir uma proposta de envelope para selar financeiramente o “divórcio” entre o Reino Unido e a União Europeia.
A equipa da líder britânica espera que esta oferta possa desbloquear as negociações, que estão num impasse há três meses, e permita “avançar para uma segunda fase e abrir as discussões sobre um futuro acordo de comércio com a UE”, escreve o Financial Times.
O valor de 20 mil milhões de euros representa o necessário para que nenhum Estado membro tenha de pagar mais ou receber menos, para compensar a saída do Reino Unido, entre 2018 e 2020, o último ano já orçamentado.
Na notícia, o Financial Times esclarece que vários responsáveis britânicos se mostraram “surpreendidos” pela possibilidade de algumas capitais europeias já terem conhecimento de detalhes do discurso de amanhã, uma vez que só nesta quinta-feira está prevista uma reunião do gabinete de Theresa May sobre o discurso de Florença.
O artigo do jornal britânico surge também poucos dias depois de o ministro dos Negócios Estrangeiros, Boris Johnson, ter escrito um artigo no qual defende que o Reino Unido não deve pagar qualquer valor à UE, para poder aceder ao mercado comum depois de um período transição. O projecto de lei que dá à primeira-ministra Theresa May a autorização para activar o Artigo 50 do Tratado de Lisboa e pôr formalmente em marcha o processo de saída foi aprovado pela maioria dos deputados da Casa dos Comuns, com 498 votos a favor e 114 contra.

Tempo

Multimédia