Economia

Transacções na bolsa registam crescimento

A Bolsa da Dívida e Valores de Angola (Bodiva) anunciou um crescimento homólogo do montante negociado de 1,58 por cento no segundo trimestre, quando o volume de transacções ascendeu a 218,67 mil milhões de kwanzas, contra os 215,20 mil milhões registados de Abril a Junho de 2018.

Bodiva revela ligeira aceleração dos negócios de Abril a Junho
Fotografia: DR

Estas informações estão insertas no Relatório de Mercados da Bodiva, relativo ao segundo trimestre deste ano, onde é reportada a realização de 1 043 negócios naquele período, um decréscimo de 21,9 por cento em relação ao período homólogo, quando tiveram lugar 1 336 negócios.
O documento declara que só ocorreram 155 negócios interbancários, o que corresponde a 14,86 por cento do total, apontando Junho como o mês em que se registou mais negócios interbancários, com um total de 67, seguido pelo mês de Maio, com 59, e Abril, com apenas 29.
A Bodiva declara que 86,77 por cento do montante negociado são relativos a títulos de maturidade residual, inferior a três anos.
As Obrigações do Tesouro Indexadas ao Dólar (OTX) representaram 62,30 por cento do montante negociado, menos 14,17 que no trimestre anterior, enquanto as do Tesouro Não Reajustáveis (OTNR) constituíram 32,42 por cento, em que os Bilhetes do Tesouro (BT) eram 5,28.
Os bancos Africano de Investimentos (BAI), de Fomento Angola (BFA) e Millennium Atlântico (BMA) foram responsáveis por 70,43 por cento do montante negociado no trimestre, com transacções situadas, respectivamente, em 31,10, 26,79 e 12,53 por cento.
Os títulos transaccionados em mercado secundário representaram, em média, cerca de 0,86 pontos percentuais do stock da dívida pública titulada.
Os principais responsáveis pelas negociações do mercado secundário foram os agentes de intermediação, com 48,2 por cento do total, seguidos dos clientes do sector empresarial, com 35, e os particulares, com apenas 16,8 por cento.

Tempo

Multimédia