Economia

Veículos blindados absorvem cinquenta milhões de dólares

António Eugénio

O presidente do Streit Group, um consórcio de capitais russo-canadianos baseado nos Emirados Árabes Unidos, Guerman Goutorov, anunciou ontem, em Luanda, investimentos de cerca de 50 milhões de dólares na montagem de uma fábrica de veículos blindados na Zona Económica Especial (ZEE) Luanda-Bengo.

Presidentes do Streit Group (à esquerda) e da Zona Económica Especial
Fotografia: Edições Novembro

Guerman Goutorov, que falava à imprensa no fim de uma visita à ZEE, onde esteve no espaço de 32 mil metros quadrados em que a unidade fabril vai ser montada, considerou que as condições de infra-estrutura disponíveis, com fornecimento permanente de água e luz, facilitam a implementação do projecto em negociação entre o grupo e Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX).

Naquela zona de Luanda, o grupo pretende montar viaturas blindadas para o transporte de valores e de passageiros em serviços protocolares e particulares, além de veículos usados para transpor zonas de difícil acesso (terrenos arenosos, desérticos e agrícolas) e pessoas custodiadas. Logo que as negociações terminem, segundo Guerman Gouturov, o projecto pode gerar mais de 300 novos postos de trabalho numa primeira fase, um número que tenderá a aumentar à medida em que o projecto for consolidado.

Afirmou que o processo está, ainda, “numa fase de negociação: a capacidade vai depender muito da procura no mercado”. O Streit Group reclama ser o maior fabricante mundial de acordo de veículos blindados.

Empenho na AIPEX

O presidente do Conselho da Administração da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações, António Henrique da Silva, com quem Guerman se encontrou na manhã de ontem, considerou, na ocasião, que a parceria vai contribuir no crescimento da economia angolana. Lembrou que a robustez da economia dos Emirados Árabes Unidos resultou do investimento privado, pelo que se torna necessário tirar proveito do interesse manifestado pelos empresários daquele país em investir em Angola.

António Henrique da Silva acrescentou que o sinal de interesse de investir em Angola nesta fase, é positivo para atrair mais investidores para Angola. A visita de Guerman Gouturov à Zona Económica Especial sucedeu um encontro, mantido nas primeiras horas da manhã, com o ministro da Defesa e Veteranos da Pátria, João Ernesto dos Santos “Liberdade”, uma reunião em relação à qual não foram prestadas declarações à imprensa.

Tempo

Multimédia