Viatura "Mahindra" lançada em Luanda

João Dias |
3 de Maio, 2010

Fotografia: Santos Pedro

A empresa Cal-Comércio de Automóveis lançou na passada quinta-feira em Luanda a venda da viatura de marca “Mahindra”, da construtora indiana com mesmo nome, que já está a ser comercializada nos Estados Unidos, Brasil e países de África. 

A empresa Cal-Comércio de Automóveis lançou na passada quinta-feira em Luanda a venda da viatura de marca “Mahindra”, da construtora indiana com mesmo nome, que já está a ser comercializada nos Estados Unidos, Brasil e países de África. 
Robusta e com um designer apelativo, o “Mahindra”, marca que está no “top ten” das empresas industriais indianas, é um automóvel que na opinião do director da CAL, Luís Rodrigues, responde à realidade angolana pela sua característica. Em Angola, a “Mahindra” lançou a comercialização de três modelos, um “Suv” e duas “pick up”, todos com alternativa de tracção nas duas e quatro rodas.
Luís Rodrigues acredita que, apesar de a marca ser nova em Angola, as vendas vão ser boas, pelos preços acessíveis que pratica associados à assistência técnica, feita no Talatona, onde a CAL tem montada uma oficina.
A empresa, também vendedora da marca “Peugeot”, tem em armazém 50 viaturas da marca indiana, com o nome do vice-presidente e director-geral do grupo, Anand Mahindra, e espera outras 30 viaturas, distribuídas pelos três modelos, um “SUV” e dois modelos “pick up”.  No ano passado foram vendidos mais de 230 mil automóveis em todo o mundo, quadruplicando as vendas. Com motores a diesel, a montadora cumpre as normas Europeias Euro II, de tecnologia comprovada de 2.500cc, turbo-diesel e intercooler.
O grupo Mahindra está a ser vendido a preços entre os 19 mil e os 32 mil dólares. A viatura, além de ser comercializada em Luanda, tem também um stand no Huambo. A CAL prevê estender a comercialização da marca a outras províncias.
O grupo Mahindra é um conglomerado com forte presença em vários sectores. Desenvolve actividades na indústria automóvel, tecnologias de informação, finanças rurais, metalúrgica e áreas das engenharias. A actividade começou com o fabrico de veículos práticos e de uso geral em 1945.

capa do dia

Get Adobe Flash player


FALTAM 20 Dias

Saiba Mais

NEWSLETTER

Receba a newsletter do Jornal de Angola no seu e-mail:

SIGA-NOS RSS

MULTIMÉDIA