Mais NotíciasMais Notícias sobre Entrevista

“Não se pode fazer da Igreja uma fonte de lucro ou enriquecimento”

Deolinda Dorcas Tecas, voz autorizada quando a abordagem é a religião em Angola, considerou de psicopatas pastores que se valem do cargo para assediar sexualmente as crentes. O caso mais recente aconteceu no Calemba 2, com um pastor de 43 anos, proveniente do Congo Democrático, agora solto pelo Ministério Público, que engravidou uma menor de 16 anos. A também secretária do Conselho de Igrejas Cristãs em Angola (CICA) considera que a falta ou insuficiente formação potencia comportamentos desviantes, como o uso da Bíblia para extorquir a população.

“O artista não é o bobo da corte”

Patrícia Faria procede hoje, a partir das 7h, na Praça da Independência, à sessão de venda e autógrafos da sua terceira obra discográfica, intitulada “De Caxexe”. Mais tarde, às 14h, segue para o Belas Shopping, para outra sessão de venda e autógrafos. A “Negra Caliente”, como é carinhosamente chamada, diz, na entrevista concedida ao Jornal de Angola, que, passados dez anos de jejum discográfico, “De Caxexe” justifica “alguém que vem como quem não quer nada”

PNUD garante 475 milhões de dólares para criar resiliência e reduzir impacto da seca

O impacto do El Nino e as alterações climáticas custaram a Angola 750 milhões de dólares em cinco anos, de 2012 a 2016, revelou o representante residente interino do Programa das Nações Unidas em Angola. Ao Jornal de Angola, uma semana depois da realização de duas cimeiras – do Clima e dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável –, em Nova Iorque (Estados Unidos), em que Angola esteve presente ao mais alto nível, Henrik Larsen indicou que o investimento em Angola de 475 milhões de dólares ajudará a evitar o sofrimento contínuo que se observa, sobretudo na região sul do país

ver arquivo

Tempo

Multimédia