Gente

A confissão de Té Macedo

Assinalou-se, recentemente, uma das datas mais especiais do ano: o dia da independência nacional.

Fotografia: Paulo Figueiredo

 Tratou-se de um momento em que inúmeras personalidades recorreram às redes sociais para tecer algumas linhas do seu pensamento sobre a realidade do país. Uma destas personalidades foi a cantora lírica angolana Té Macedo. Antes do culminar do dia 11, Té Macedo recorreu à rede social Facebook para esgrimir o seu pensamento sobre a independência, o que motivou reacções díspares dentre os seus seguidores. O “Corpo inerte” no mesmo modo, lugar e tempo, sem que o tempo ultrapasse o impasse. “Aos olhos da mesma cobiça e ainda de outras convidadas pelos mesmos de sempre e nós, povo atípico sempre do mesmo modo: independentes”, realçam extractos da nota. Nos instantes seguintes, as reacções não se fizeram esperar e milhares de internautas expressaram a sua opinião. Nascida na cidade de Luanda em 1970, Té Macedo formou-se em música na cidade de Lisboa, Portugal, tendo ainda estudado dança. Actualmente reside em Lisboa, onde é considerada uma das melhores cantoras líricas daquele mercado.

Tempo

Multimédia