Gente

A tristeza de Benjamim Sabby

O artista plástico Benjamim Sabby sente-se triste com o adiamento da Semana de África na Bahia, Brasil. Tudo devido à greve dos camionistas brasileiros que decorreu naquele país.

Fotografia: Paulino Damião |Edições Novembro

Enquadrado no mês de Maio e no Dia de África, assinalado no passado dia 25, o artista plástico viu adiado o evento sob a sua égide e que juntaria várias personalidades africanas ligadas à cultura mundial. Entre os nomes, o destaque recairia para Bárbara Carine (Brasil), Beto Infande (Guiné-Bissau), Lia Dias Laranjeiras (Brasil), Florita Cuhanga (Angola) e Jacica Fernandes (Cabo Verde). “Por causa da situação que se vive, relacionada com a greve dos trabalhadores de transportes e pela escassez de combustível, suspendemos o evento marcado para segunda-feira (28) na Casa de Angola na Bahia. Anunciaremos a nova data logo que as condições permitirem. Obrigado.” Benjamim Sabby, natural de Luanda, formou-se em Estudos Artísticos - Estudos Museológicos
e Curatoriais, na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Portugal.

Tempo

Multimédia