Gente

Angolanos brilharam nos Estados Unidos

A música angolana continua a ser reconhecida no exterior e a galgar outros escalões.  Pelo menos, é o que ficou provado na última edição dos prémios African Entertainment Awards (AEA-USA), nos Estados Unidos, concurso que distingue músicos africanos, norte-americanos e instituições que apoiam causas solidárias.

Fotografia: Cedida pela organização

O espaço Liberty Theater Elizabeth, em Nova Jérsia, vibrou à consagração de Coreón Dú, Lípsia e da Fundação Lwini, três únicos angolanos premiados, num grupo de 13 representantes, no passado sábado, em distintas categorias em concurso. Coreón Dú traz a Angola o troféu de "Artista Masculino do Ano" e Lípsia a de "Melhor Novo Talento". Os prémios são vivamente aplaudidos pela Gente, pois que, os concorrentes directos dos músicos angolanos, de outras nacionalidades, têm maior relação de proximidade entre si e fizeram campanhas notáveis, na possibilidade de angariarem votos. A Fundação Lwini também foi reconhecida com o Prémio Comunitário. A distinção surge pela primeira vez em dois anos e é entregue a organização não governamentais com iniciativas viradas aos desfavorecidos e estigmatizados.

Tempo

Multimédia