Gente

Bruno M com regresso agendado para Dezembro

O músico angolano William Bruno Diogo do Amaral, “Bruno M” nas lides artísticas lança o seu próximo trabalho discográfico intitulado “Futuro”, que marcará o seu regresso aos palcos, cinco anos após inatividade.

Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

A prolongada pausa deste músico consagrado no estilo angolano kuduro deveu-se, conforme justificou à Angop sábado, no Luena, à necessidade de dedicar-se aos estudos, em  exclusivo. Falando à margem dos preparativos do show músico-cultural em alusão ao Dia da Criança Africana, no pavilhão gimnodesportivo 27 de Março, do Luena, para o qual foi convidado, disse ser hora de voltar, após terminar os estudos. “O meu regresso vai ser duro para o sucesso”, disse na sua aparição pública, após o afastamento dos palcos, que durou cinco anos. O músico não adinatou o número de faixas, limitando-se a dizer que os preparativos “caminham para a reta final”. Promete inovações e características modernas do estilo kuduro que, antevê, surpreenderão a todos amantes da música angolana e, em particular, aos fãs. Bruno M, uma das principais referências da música angolana, considera que o estado actual do kuduro é de  “evolução”, atendendo que o género é dinâmico e está sempre em permanente transformação. Apesar das transformações admite que os criadores do kuduro estão a preservar a sua originalidade para que não se perca a “veia” rítmica e as características do estilo, de forma a que seja, realmente, uma marca angolana bem respeitada a nível internacional. O autor deo sucesso “Txubila” tem no mercado o disco “Batida únika”, lançado em 2008, pela LS Produções, do qual fazem parte sucessos como “Já respeita né”, “Olha kem vem aí”, “Para xoke”, “Tokes de kaixa”, “Tsunami”, “I am”, “Dança da tropa”, “Enju tupiluke”, “É bom”, “Tropa 100”, “Farda”, “Txubila”, “1 para 2”, “Sentem!”, “60 segundos” e “Maratona”. O músico foi vencedor do primeiro Top de Kuduro realizado em Angola, numa iniciativa da Rádio Escola, do grupo Rádio Nacional de Angola (RNA). Também participou no Top dos Mais Queridos de 2008, com uma das músicas mais ouvidas nos últimos anos pelos amantes do kuduro, a letra “Txubila”.

Tempo

Multimédia