Gente

Carlos Baptista e Ângela Ferrão interagem com admiradores

Carlos Baptista e Ângela Ferrão são duas figuras da música angolana que dispensam apresentação aos amantes da música angolana.

Fotografia: Paulino Damião

Carlos Baptista e Ângela Ferrão há muito que não interagiam com os seus admiradores em termos de concertos. Ambos exibiram-se na sexta-feira, no palco do Palácio de Ferro, na capital do país, durante concertos intimistas, no âmbito da III Trienal de Luanda, que se encaminha para a recta final. O autor da imortal canção “Enquanto espero” foi o primeiro a entrar em cena acompanhado pela Banda Maravilha, fazendo uma incursão pelas suas “deliciosas” baladas, que lhe mereceram o prémio de “melhor composição”, nos anos 80. Da discografia deste veterano músico constam dois álbuns (em vinil), designadamente “Esboço”, em 1986, e “A promessa” (1992), publicados sob a chancela do Instituto Nacional do Livro e do Disco (INALD), sendo o primeiro reeditado em CD pela “Sonovox”. Ângela Ferrão (uma das vozes femininas mais consistentes do music-hall, segundo alguns críticos musicais), estreou-se no palco Ngola, onde mostrou o que tem preparado durante algum tempo, incluído o tema “Wanga” que virou o seu “cartão de visita”.

Tempo

Multimédia