Gente

Cunene recorda a bravura e coragem de Mandume

A população da província do Cunene recordou no passado dia 6 a bravura e coragem do rei Mandume ya Ndemufayo, aquele que foi o soberano do povo Cuanhama e que defendeu o seu povo contra a ocupação colonial na região sul de Angola.

Homenagem ao rei Mandume ya Ndemufayo foi marcado por danças e rituais da cultura Cuanhama
Fotografia: Elauério Sipilini

Num ambiente de festa, marcado por cânticos e rituais da cultura Cuanhama, as comemorações dos 99 anos da morte de Mandume, juntaram na localidade de Oihole, município de Namacunde, personalidades ligadas as estruturas do governo provincial, autoridades tradicionais, estudantes e descendentes do  rei dos Cuanhama. Na ocasião, o vice-governador da província do Cunene, António dos Santos Candeeiro, disse que, a sociedade, principalmente a da província do Cunene, deve seguir a bravura e coragem do Rei Mandume ya Ndemufayo, que ainda muito jovem se bateu  contra a ocupação colonial portuguesa, em Angola e na Namíbia.

Tempo

Multimédia