Gente

Estudantes expõem capacidade inventiva

Projectos arquitectónicos que retratam as dificuldades de acessibilidade e mobilidade vividas pelos portadores de deficiência, na cidade de Luanda, estiveram expostos numa das salas da Universidade Metodista de Angola (UMA),

Fotografia: DR

durante a Semana da Arquitectura que decorreu de 24 a 29 de Outubro último. Da autoria do grupo de estudantes “Sombarte”, da Faculdade de Arquitectura, o conjunto das peças espelha, com alguma complexidade, a capacidade inventiva e foi feito maioritariamente com resíduos sólidos achados na via pública. Expectante quanto à utilidade que pode ser dada ao trabalho realizado em benefício da sociedade, o porta-voz do “Sombarte”, Frâncio Popi, deseja que a exposição sirva de catalisador no reforço à mudança de mentalidade a favor dos portadores de deficiência. As imagens falam por si.

Tempo

Multimédia