Gente

Feitos de Matadidi Mário glorificados em Luanda

Matadidi Mário foi homenageado na sexta-feira, dia 7, em Luanda, durante um concerto realizado no Palácio de Ferro, pela longevidade (mais de 40 anos) e solidez da sua carreira, assim como o contributo em prol da cultura nacional.

Fotografia: Paulino Damião| Edições Novembro

A festa iniciou com a actuação da Orquestra Inter-Palanca, que interpretou os temas Valódia, Muan'Angola, Tusala, Paciência e o seu grande “hit”  Wele Neto, que mereceu grandes aplausos da meia centena de espectadores presentes no local. A segunda parte do concerto ficou marcada com a entrada em palco do homenageado, que com os seus toques de dança contagiou os presentes, quando interpretava sucessos como a “A nossa terra é boa”  e “Bakokosa”. Matadidi Mário cantou igualmente “O camarada presidente disse” e “Volta camarada”, músicas que marcaram os angolanos no período da luta armada.  O músico mostrou-se satisfeito por fazer parte de uma classe de cantores que deram o seu contributo na luta de libertação. Matadidi nasceu em 1942 na província do Uíge.

Tempo

Multimédia