Gente

Hamilton Cunha representa o país

Aos 19 anos de idade, o jovem Hamilton Cunha, estudante do primeiro ano do curso superior de construção civil, foi eleito o Mister Angola 2018. O concurso decorreu na noite de sábado, durante uma gala no Centro de Conferências de Belas, em Luanda.

Fotografia: Arquivo do Mister

A cerimónia teve início às 21 horas, com a exibição de uma peça teatral pelos concorrentes, que, auxiliados por Aminata Goubel, também conhecida por Mamã África, retrataram o início da Luta Armada e a Libertação Nacional, temas do concurso este ano. O sucessor de Braulio Henriques distinguiu-se dos demais concorrentes ao conquistar a simpatia e o carinho do júri, composto pelos vencedores das edições anteriores. Hamilton Cunha, representante da província do Moxico, arrebatou a faixa de Mister Angola 2018, tendo superado 11 concorrentes. Os candidatos desfilaram em trajes formais e informais, com grande estilo, cativando a atenção do público, de quem arrancaram elogios e aplausos. Hamilton Cunha levou igualmente para casa os títulos de Mister Norway e Mister Fotogenia. Beneficiou, ainda,     da assinatura de um contrato com a agência angolana Hadja Models. João Rosa ficou com o título de segundo homem mais atraente de Angola, enquanto José Baila levou para casa a faixa de terceiro classificado. Neto Ferreira, representante da província de Benguela, arrebatou os prémios de Mister Talento e Mister Fitness, enqunto Edvack Caputo é o Mister Personalidade e Simpatia. Ely Chicapa, por seu turno, é o Mister Popularidade. A oitava  edição do concurso Mister Angola, organizado pela agência Hadja Models, contou com a participação dos músicos Epifânia, Exclusivos, Cilana Manjenje, Dji Tafinha, Cef, MC Cabinda, Nsoki e Chelsy Shantel.

Tempo

Multimédia