Gente

Íris Buchholz expõe "O sombreiro"

Várias foram as figuras ligadas às artes plásticas e não só que estiveram no Memorial António Agostinho Neto (MAAN), em Luanda, para testemunhar a apresentação da exposição da artista plástica Íris Buchholz Chocolate, denominada “O sombreiro”, que retrata a história da escravatura.

 As peças patentes representam o poder militar e da igreja e fazem, igualmente, referência à cultura da América Latina e de África. Na sala do memorial, os visitantes encontram matérias ligadas ao tráfico de escravos, dentre mantas imperiais, perucas femininas da corte, luvas de guerra, capacetes e armaduras, além de quadros feitos com matérias que representam a época da escravatura. A exposição “O sombreiro” estará patente até o dia 27 do próximo mês. O repórter fotográfico Kindala Manuel esteve no Memorial António Agostinho Neto e registou alguns momentos ímpares da sessão de inauguração da exposição de Íris Buchholz Chocolate.

Tempo

Multimédia