Gente

Música e cinema angolano em Veneza

Quatro anos depois de ter conquistado o Leão de Ouro pelo conjunto da obra do fotógrafo Edson Chagas, Angola marca presença pela terceira vez consecutiva na maior exposição internacional de artes, a Bienal de Veneza.

Fotografia: Cedida pelo Ministério da Cultura

xOcasião para um olhar de grande gabarito sobre a trajectória histórica e cultural de Angola, sobretudo da música e do cinema. O pavilhão de Angola na 57ª edição da Bienal de Veneza apresenta obras de António Ole e tem a curadoria de Maritza Silva e Paulo Kussy. A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, o embaixador de Angola em Itália, Florêncio de Almeida, e a secretária de Estado das Relações Exteriores, Ângela Bragança, estiveram na abertura do pavilhão nacional  e testemunharam a beleza e o encanto das obras dos artistas nacionais.

SAPO Angola

Tempo

Multimédia