Gente

O Outro lado da Gente | Jandira Costa

Jandira Costa é uma jovem determinada. Licenciada em Ciências da Antropologia pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto, sonha ser professora de antropologia para partilhar os seus conhecimentos com os estudantes. Jandira foi a melhor estudante da Universidade Agostinho Neto no ano de 2018 e viu o seu nome no quadro de honra por ter alcançado a nota total de 18 valores. Aos 27 anos, afirma saber cozinhar de tudo um pouco e assume que faz ciúmes das pessoas que ama.

Fotografia: DR

Nome completo? Jandira Costa.
Ocupação? Estudante.
Data de nascimento? 19 de Dezembro de 1991.
Calçado? 37.
Naturalidade? Luanda.
Estado civil? Casada.
Filhos? Dois.
Sonhos? Sonho ser professora da Universidade Agostinho Neto. Quero contribuir para o desenvolvimento de uma Angola melhor e transmitir o meu conhecimento aos futuros antropólogos.
Sente-se realizada? Sim, com certeza.
Tem carro próprio? Não tenho.
Tem casa? Também não.
Que importância têm as mulheres para si? Eu sou mulher e digo sempre que a mulher faz o mundo. Tem muita importância na sociedade porque ela é mãe, companheira, dona de casa, etc.
Como se veste de segunda a sexta-feira? Gosto de usar vestidos e sandálias.
E aos fins-de-semana? Também uso vestidos.
Usa roupa de marca? Sim, algumas vezes.
Cor preferida? Azul.
Qual a marca de perfume que usa? Boss Canada.
Acredita em forças ocultas? Sei que existem.
Onde passa as férias? Em Luanda.
Cidade predilecta? Dubai.
Virtude? Sinceridade.
Defeito? Teimosa.
Vício? Gosto de estudar.
Ídolo? Deus.
Livro? “Amigos da leitura”.
Escritor? Pepetela.
Músico? Adoro músicas gospel. Sou apologista da Cassiane. />Uma companhia? Deus.
Bebida? Água.
Comida? Não dispenso um bom funji com vários molhos.
Sabe cozinhar? Sim.
O quê, por exemplo? De tudo um pouco, por ser dona de casa. Sei cozinhar calulu, cabidela, arroz, massa e funje.
É ciumenta? Sim, sou. Não gosto que me retirem o que me pertence.
O que acha dos homens que batem nas mulheres? É covardia. A mulher é uma flor que precisa de ser regada e acarinhada. Não pode ser agredida. Quem bate na mulher é covarde.
Desporto? Basquetebol.
Clube? 1º de Agosto.
Alguma vez mentiu? Já, sim.
Já foi enganada? Penso que não.
Ano que mais a marcou? 2019 é o mais marcante.
Porquê? Porque foi o ano de bênção, saí no quadro de honra como a melhor estudante de 2018, com 18 valores.
O que acha da corrupção? É um mal que deve ser combatido. Acaba por estragar o país. Hoje temos esta Angola destruída por causa da corrupção.
Homossexualidade? Respeito muito quem opta por esta via, mas não apoio a prática, nem a condeno. Para mim só existem dois géneros: o masculino e o feminino. Assim foi feita a criação de Deus.
Poligamia? É um mal. Sou contra a poligamia.

Tempo

Multimédia