Gente

O outro lado de Carlos Morais

Carlos Morais, é uma das referências do basquetebol angolano e africano. Extremo base, foi dos primeiros angolanos a testar as suas habilidades numa das maiores competições de basquetebol do mundo, a NBA, representando a equipa Toronto Raptors. Do seu palmarés constam inúmeras conquistas, com realce para três campeonatos africanos, melhor "triplista" de África, em 2009, na Líbia, no campeonato em Madagáscar e fez parte do cinco ideal, além de ter sido considerado o melhor extremo, foi eleito MVP nos Afrobaskets de 2007, 2009 e 2013 bem como do campeonato Africano de clubes de 2012. O momento mais alto da sua carreira e que orgulho também a nação angolana, aconteceu aos 19 Setembro de 2013, pela sua merecida contratação pelo Toronto Raptors para jogar na NBA.

Fotografia: DR

Nome: Carlos Edilson Alcântara Morais.

Data de nascimento: 16/10/1985.

Naturalidade: Angolana.

Filiação: Joaquim Carlos Vicente Morais
e Cesarina Alcântara Monteiro Fernandes da Silva.

Calçado: 48,5.

Ocupação: Basquetebolista.

Estado civil: Noivo.

Filhos: 2.

Sonhos: Não é um sonho, mas um objectivo, dar aos meus filhos ferramentas para sonharem e puderem traçar
o seu próprio futuro.

Sente-se realizado: Deus já me proporcionou muito mais do que sonhei, mas ainda assim, há alguns passos em falta para a minha maior realização.

Tem carro próprio: Tenho.

E casa: Também tenho.

Como se veste de segunda à sexta-feira: Camisola, calções e ténis.

E aos fins-de-semana: Camisola, calções e chinelos.

Faz uso de roupa de marca: Sim. Uso roupas de marca. Aliás, toda a roupa tem uma marca.

Cor preferida: Não tenho uma cor preferida.

Qual é a marca do perfume que usa: Amber Wood.

Acredita em forças ocultas: Sim.

Alguma vez foi aliciado: Sim.

Como reagiu: Sou uma pessoa fiel aos princípios que me incutiram e aos que adquiri. Normalmente, não costumo ser facilmente aliciado, ou desviado!

Onde passa as férias: Lisboa/Nova Iorque.

Cidade preferida: Lisboa.

Virtude: Bom espírito.

Defeito: Rabugento/desligado as vezes.

Vício: Música.

Livro: A arte subtil de saber dizer não.

Escritores: Mark Manson, Ana Paula Maia e Pepetela.

Uma boa companhia: Meus filhos/esposa.

Músicos: Paulo Flores, Nelson Freitas, Tadow e Drake.

Comida: Mufete.

Bebida: Água.

Sabe cozinhar: Muito pouco, desenrasco-me.

É ciumento: Sou.

Desporto: A minha paixão.

Clube: Petro de Luanda.

Alguma vez mentiu: Já sim.

Já foi enganado: Já, algumas vezes.

Ano que mais o marcou: 2012/2013.

Porquê: Fui considerado o melhor jogador de África nos dois anos, e em 2013 fui fazer testes para os Toronto Raptors “NBA”.

Deputado ou ministro, qual dos dois cargos escolheria: Nunca me imaginei na política, mas se calhar, deputado.

Porquê: Se calhar por ter mais contacto com o povo e puder na 1.º pessoa saber todas as inquietações e problemas, e dar tratamento dentro das limitações de um deputado!

O que acha da corrupção: Um mal que nos assola e que nos deixa cada vez mais vulneráveis uns aos outros.

Homossexualidade: Cada um deve ser livre de fazer as suas escolhas. Respeito.

Tempo

Multimédia