Gente

O descontentamento de Odeth

Odeth Tavares mostrou-se indignada pela forma como a equipa principal do 1º de Agosto foi afastada da Liga dos Clubes Campeões Africanos de Futebol, ao perder diante do Esperance de Tunis, por 2-4, no jogo da meia-final da prova, disputado dia 23, no Estádio Olímpico de Radés, na Tunísia.

Minutos depois do soar do apito do árbitro zambiano Janny Sikazwe, a ex-guarda-redes da selecção sénior feminina de andebol, inconformada com o resultado e a arbitragem tendenciosa, socorreu-se da sua conta oficial na rede social Facebook, para manifestar o seu descontentamento. “É uma vergonha, esses árbitros roubaram o nosso 1º de Agosto. Estou triste, mas orgulhosa do meu 1º de Agosto, força D’Agosto. Parabéns guerreiros, pela dedicação e muita luta que tivemos.” Maria Odeth Tavares, nascida em 18 de Agosto de 1976, iniciou carreira no Nacional de Benguela (1987). Estreou-se na selecção júnior em 1994, através do técnico Norberto Baptista e chegou ao escalão máximo em 1997 pela mão do treinador Beto Ferreira.

Tempo

Multimédia