Gente

O outro lado da Gente

Júlia Margareth Rodrigues dos Santos Pereira é a autora do livro “Comportamentos sob o olhar de uma psicóloga”. As receitas da venda dos livros são revertidas para o Instituto Angolano de Controlo do Cancro (IACC). Considera-se mulher do mundo. Lutadora implacável, esta semana trazemos neste espaço o retrato da pessoal da psicóloga Júlia Pereira.

Júlia Margareth Rodrigues dos Santos Pereira
Fotografia: Paulino Damião |

Nome: Júlia Margareth Rodrigues dos Santos Pereira.

Idade:
38 anos.

Data de nascimento:
10/06/78.

Calçado:
39.

Ocupação:
Psicóloga Clínica.

Naturalidade:
Luanda.

Estado Civil:
Casada.

Filhos:
Duas meninas lindas.

Sonhos:
Tornar o mundo melhor e contribuir para fazer da Psicologia Clínica uma especialidade mais credível em Angola.

Sente-se realizada:
Digamos que quase, ainda me falta plantar uma árvore.

Tem carro próprio:
Velhinho, mas tenho.

E casa:
Todos em Angola lutamos pelo mesmo, o sonho da casa própria. Mas falta pouco.

Que importância têm as mulheres para si
: Muita! São a pedra basilar de uma sociedade e promotoras de mudança de comportamentos a todos os níveis.

Como se veste de segunda a sexta-feira:
Casual chique, roupa clássica e elegante, que tanto pode ser sinónimo de um fato, saia ou calça com casaco.

Aos fins-de-semana:
Depende da ocasião.

Usa roupa de marca:
Eu compro o que gosto, independentemente de ser de marca ou não. As marcas são apenas pormenores que em nada contribuem para a essência das pessoas.

Qual a sua cor preferida:
Azul.

A marca de perfume que usa:
J'Adore (Christian Dior).

Acredita em forças ocultas:
Prefiro não comentar! Acredito apenas na existência de um Deus todo-poderoso.

Como reage a elas:
Apenas escuto.

Onde passa as férias:
Em qualquer lugar. Considero-me uma mulher do mundo.

Cidade predilecta:
Lisboa.

Virtudes:
Honestidade e autenticidade.

Defeito:
Espontaneidade.

Vício:
Generosidade.

Ídolo:
O meu pai.

Livro:
“Os desafios da terapia: uma reflexão para terapeutas e pacientes”.

Escritor:
Irvin Yalom.

Uma boa companhia:
A minha família.

Músico:
Maxwell.

Comida:
Salada.

Bebida:
Um bom vinho ou água. Depende da circunstância.

Sabe cozinhar:
É lógico que sei.

O quê, por exemplo:
Os pratos típicos italianos e outros.

É ciumenta:
Faço bastante ciúme com as pessoas que amo.

O que acha dos homens que batem nas mulheres:
São hipócritas e detentores de um baixo auto-conceito.

Desporto:
Yoga.

Clube:
Benfica.

Alguma vez mentiu:
Quem nunca o fez que atire a primeira pedra.

Já foi enganada:
Várias vezes.

Qual é ano que mais a marcou:
2015.

Porquê:
Perdi a mulher que mais amei na vida: a minha mãe.

O que acha da corrupção:
Não faz parte do meu dicionário.

Homossexualidade:
Cada um de nós é livre de fazer as suas próprias opções na vida.

Poligamia:
Só traz dores de cabeça para quem assume.

Tempo

Multimédia