Gente

O Outro Lado da Gente | Conceição Diamante

Conceição Diamante é actriz do consagrado grupo de teatro Julu, com participações de realce em várias telenovelas e filmes nacionais. “Sany”, para os mais próximos, afirma ser uma mulher abençoada, detendo os troféus de Melhor Actriz no Festival da Paz e no Internacional de Teatro do Cazenga, em 2015. O Festival Internacional de Teatro do Cazenga homenageou-a este ano,  na sexta-feira  última, pelos anos de carreira (mais de 30). Recebeu, igualmente, no Dia Mundial do Teatro, uma homenagem do projecto Cultura para Todos, que apresenta várias peças teatrais na Cidade do Kilamba.

Fotografia: Jornal de Angola

Nome completo: Maria da Conceição Domingos Diamante.

Idade: 47 anos.

Data de nascimento: 06 de Março de 1969.

Calçado: 39.

Ocupação: Actriz profissional.

Naturalidade: Luanda.

Estado civil: Casada.
                                          
Filhos: Dois (um casal).

Sonhos: É difícil respoder porque não sei o que Deus reservou para mim.

Sente-se realizada: Sou feliz, mas ainda não me sinto realizada.

Tem carro próprio: Tenho.

E casa: Também tenho, graças a Deus.

Que importância têm as mulheres para si: É o ser mais importante de uma sociedade. Consegue superar qualquer dificuldade.

Como se veste de segunda a sexta-feira: Consoante a ocasião.

E aos fins-de-semana: Sou simples, mas gosto de sentir-me bem apresentada. Uso calças jeans, blusa e ténis.

Usa roupas  de marca: Sim, mas não sou escrava das etiquetas.

Cor preferida: Dourado e prateado.

Qual é a marca de perfume que usa: A linha Calvin Klein.

Acredita em forcas ocultas: Sim, mas confio em Deus.

Como reage a elas: Ignoro, porque sou uma mulher de fé.

Onde passa férias: Fora de Luanda, sempre que posso.

Cidade predilecta: Paris.

Virtudes: Humildade.

Defeito: Perfeccionista.

Vício: Não tenho.

Ídolo: A minha mãe (Eva Domingos).

Livro: A "Bíblia Sagrada".

Escritor: Ben Carson.

Uma boa compainha: A minha família.

Músico: São vários e prefiro não destacar alguns, porque não estaria a ser honesta comigo mesma.

Comida: Feijoada.

Bebida: Água.

É ciumenta: Sou sim.

Desporto: Ginástica rítmica.

Clube: Petro Atléctico de Luanda.

Sabe cozinhar: Muito bem.

O quê por exemplo: Dos pratos tradicionais angolanos, como muamba e bagre fumado, aos modernos, a destacar um bom  bacalhau com natas.

Alguma vez mentiu? Já menti sim, mas foi um mal necessário.

Já foi enganada: Também já.

Como reagiu: Mal, fiquei descepcionada e senti-me revoltada.

Ano que mais a marcou: Sou uma mulher abençoada. Todos os anos foram marcantes para mim, porque acontecem coisas importantes na minha vida. Mas, talvez deva destacar 1999 e 2004.

Porque: Porque são os anos em que nasceram os meus filhos.

O que acha da corrupção: É um mal que deve ser banido, porque atrasa o desenvolvimento de qualquer sociedade e país.

Da homoxesualidade: Não sou ninguém para julgar os outros.

E da poligamia:
Não faço julgamentos. Deixo tudo nas mãos de Deus.

Tempo

Multimédia