Gente

O outro Lado da Gente | Hélder Kiala

Apesar de ser formado em engenharia informática, Hélder Kiala tem como maior paixão o desporto motorizado. Enquanto piloto, ganhou notoriedade no campeonato sul-africano de Formula Libre, categoria A, onde foi campeão em 2010. Actualmente, possui a maior escola de formação de pilotos de karting no país, a 3Kappas, situada no perímetro do Estádio Nacional 11 de Novembro, em Luanda. Simples no trato, Hélder Kiala sonha ver o seu filho, Keoni Kiala, pilotar nos grandes circuitos mundiais.

Fotografia: DR

Nome: Hélder Kiala.

Idade: A espreitar os 40 anos.

Data de nascimento: 30 de Março.

Calçado: 42.

Ocupação: Empreendedor.

Naturalidade: Cambambe.

Estado Civil: Casado.

Filhos: 3.

Sonhos: Ver a terceira geração do meu sobrenome financeiramente estável, com o fruto do trabalho de hoje e com sabedoria e conhecimento suficiente para continuar a ter sucesso para a sua terceira geração.

Sente-se realizado?
Sim, mas o desafio continua.

Tem carro próprio? Sim.

E casa? Sim.

Que importâncias têm as mulheres para si? São especiais. Geram vida.

Como se veste de segunda a sexta-feira? Casual (camisola, jeans e ténis).

E aos fins-de-semana? Casual.

Usa roupa de marca?
Sim. Mas não é imperativo.

Cor preferida? Vermelha.

Qual é a marca de perfume que usa? Hermes.

Acredita em forças ocultas? Sim.

Como reage a elas?
Orando e com protecção divina.

Onde passa as férias?
Na Cidade do Cabo, na África do Sul.

Cidade predilecta: Milão.

Virtudes: Honestidade, humildade, persistência e objectividade

Defeito: Teimosia, paciência e
perfeccionismo.

Vício: Fórmula 1.

Ídolo: Ayrton Senna.

Livro:20.000 léguas submarinas e inferno.

Escritor: Dan Brown.

Uma boa companhia:A minha amada esposa.

Músico: Paulo Flores e Bono Vox (U2).

Comida: Uma boa fumbwa acompanhada de funge de bombó e peixe seco.

Bebida: Remy Martin VSOP.

Sabe cozinhar?Sei fazer arroz com feijão.

É ciumento? Muito.

Desporto:Desporto motorizado (Karting) e qualquer coisa com adrenalina.

Clube: Liverpool FC

Alguma vez mentiu? Sem dúvidas.

Já foi enganado? Infelizmente faz parte da vida.

Ano que mais o marcou: 1991.

Porquê? Foi a única vez que reprovei na escola. E acho que foi a melhor coisa que já me aconteceu na vida. Mudou todo o meu conceito de vida e deu-me uma nova determinação e filosofia de vida.

O que acha da corrupção? Faz parte da sociedade.

Homossexualidade: Sou conservador. Não concordo, mas respeito.

Poligamia: Prefiro evitar.

Entre ser deputado ou ministro, qual o cargo que escolheria: Ministro.

Porquê? Fui feito para liderar, não muito para debater. Ter uma visão, criar estratégias, tomar decisões e fazer acontecer, é a minha vida.

Tempo

Multimédia