Gente

O Outro Lado da Gente | Salomão Chitonga Abílio

Salomão Abílio apresenta o programa Geração Viva, da Rádio Nacional de Angola. A sua ligação com o jornalismo começou cedo, na adolescência, quando frequentou o curso médio de Comunicação Social no Instituto Médio de Economia de Luanda.

Fotografia: Arquivo de Salomão Abílio

Fez parte do projecto Hora H, conduzido pelo jornalista Benedito Soares, que se cinge na descoberta de novos valores para o mundo da comunicação social. A par disso, Salomão tem paixão pelo Direito e frequenta tal curso na Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto.

Nome? Salomão Chitonga Abílio.

Idade? 20.

Data de Nascimento?
3/01/1995.

Calçado
? 42.

Ocupação?
Locutor de rádio.

Naturalidade? Luanda.

Estado Civil? Solteiro.

Filhos?
Não tenho.

Sente-se realizado? Ainda não, é uma busca constante. Pretendo concluir a formação superior em Direito.

Sonhos? Ser repórter de investigação e revelar grandes histórias. Quero deixar o meu legado neste mundo, tal como fizeram Malcom X, Martin Luther King, Steve Biko e Patrice Lumumba.

Tem carro próprio
? Não.

E casa?  Ainda não.

Cidade predilecta?
Berlim.

Virtudes
? Perseverança.

Que importância têm as mulheres para si A? mulher é indispensável para que  exista uma sociedade sustentável.

Cor preferida? Preta, branca e vermelha.

Como se veste de segunda a sexta-feira?  Gosto de estar o mais simples possível.

E aos fins-de-semana? Via de regra uso roupas confortáveis.

Usa roupa de marca? Uso o que fica bem.

Perfume predilecto? Invictus.

Acredita em forças ocultas? Não acredito.

Onde passa as férias? No Namibe.

Defeito? Perfeccionismo.

Vício? Estudar e trabalhar até ao limite, para superar-me todos os dias.

Ídolo? Admiro a minha mãe e o meu pai. Profissionalmente são muitos, como Benedito Soares, Ulisses de Jesus, Mateus Gonçalves, José Alberto de Carvalho e Eric Lipton (jornalista do “The New York Times”).

Livro? “O Contributo de África para o Progresso da Humanidade”, de Moisés Kamabaia e “Anjos e Demónios”, de Dan Brown.
Escritor Vários. Ondjaki, Dan Brown e Zygmunt Bauman.

Uma boa companhia?  A família, ela é o farol que ilumina o meu caminho.

Músico? Paulo Alexandre Flores.

Comida? Mufete.

Bebida? Água e sumo natural.

Sabe cozinhar? Sim.

É ciumento Sim?  O ciúme é algo que faz parte da vida das pessoas.

Bate nas mulheres? Sou contra qualquer tipo de violência.

Desporto preferido? Gosto de natação e basquetebol.

Clube? Petro de Luanda e Real Madrid.

Alguma vez mentiu Sim? A mentira, infelizmente, faz parte da vida e muitas vezes é um mal necessário para evitar problemas maiores.

Já foi enganado? Sim.

Ano que mais o marcou? 2014.

Porquê? Fui enquadrado na RNA. Agradeço ao Benedito Soares pelo apoio ao longo de todo o meu percurso. Há pessoas que marcam a nossa  e transformam a nossa maneira de ver o mundo. O Benedito foi essa pessoa.

O que acha da corrupção? Um “cancro” que deve ser combatido para que construamos uma sociedade mais justa e igualitária.
Homossexualidade Defendo o respeito pela liberdade sexual das pessoas.

Poligamia? Não sou a favor.

Tempo

Multimédia