Gente

O outro lado da Gente| Acílio Manuel

Acílio Manuel é um dos poucos angolanos com especialidade em Psicopedagogia Clínica e Orientação Dinâmica. Actua como conselheiro ou orientador familiar na rubrica “Desabafo”, do programa “Viva a Noite”, da Rádio Luanda, que vai ao ar toda a segunda-feira, a partir das 21h00. Amante de atletismo, na especialidade dos 100 metros, o nosso convidado de hoje é poliglota. Fala fluentemente russo, espanhol, inglês e árabe, além de português.

Fotografia: Edições Novembro

Nome: Acílio de Jesus Machado Manuel.
Idade: 43 anos.
Data de nascimento: 9 de Junho de 1973.
Naturalidade: Cazela-Ndalatando.
Estado civil: Comprometido.
Filhos: 4 lindos rapazes.
Calçado: 42.
Ocupação: Psicopedagogo.
Sonhos? Em verdade, não sou sonhador, todavia, prefiro pensar em aspectos tangíveis, tais como fórmulas para sairmos da crise e ver Angola trilhar em todos os campos. 
Sente-se realizado? Ainda não me sinto realizado.
Tem carro próprio? Tenho.
E casa? Tenho.
Que importância têm as mulheres para si? As mulheres têm uma importância capital na vida dos homens. Sem elas, nada somos. Considero-as vitais pelo facto de desempenharem múltiplas tarefas e nunca de maneira alguma aceitarem demitir-se dos seus papéis de mães, irmãs, esposas, rainhas, princesas e donas de princípios indiscutíveis no que  tange  à família.
Como se veste de segunda a sexta-feira? Normalmente, visto-me a rigor de segunda a quinta feira. Sexta é um dia mais relaxado.
Aos fins-de-semana? Casual.
Usa roupa de marca? Sim, uso.  A minha esposa é a responsável por esta tarefa.
Cor preferida? Preto.
Qual é a marca de perfume que usa? Hipnosys da Lancome,  Bleu de Channel e Lolita Lempika.
Acredita em forças ocultas? Respeito.
Onde passa as férias? Espanha e Namíbia.
Cidade predilecta? Madrid.
Virtudes: Amigo dos amigos.
Defeito: Frontalidade.
Ídolo: Dr. Domingos José Manuel (Cordeiro), meu pai.
Livro: “As aventuras de Ngunga”.
Escritor: Augusto Cury.
Uma boa companhia? A minha família.
Músico? Mito Gaspar e Elias  dya Kimwezu.
Comida? Funji com molho de tomate, ovo e chouriço.
Bebida? Sumo natural de laranja.
Sabe cozinhar? Sim, sei.
O quê, por exemplo? Massa com todos.
É ciumento? Sim, mas moderado.
Alguma vez mentiu? Sim.
Já foi enganado?   Sim.
Como reagiu? Inicialmente, mal, mas depois tive que aceitar.
Desporto? Atletismo, na especialidade dos 100 metros. Fui o estudante mais rápido do ensino médio na ex-URSS, no ano de 1989.
Clube? Petro Atlético de Luanda.
Qual é o ano que mais o marcou? Necessariamente, terei que marcar dois grandes momentos.
Quais são e por que razão lhe deixaram marcas? 2001, por ser neste ano que obtive a licença de PPL, isto é, Licença de Piloto Privado, e no ano a seguir nasceu o meu primogénito Carlos Lutwiman Manuel.
O que acha da corrupção? Um cancro maligno que deve ser combatido a todos os níveis.
Da homossexualidade? Oh! Como especialista que sou, devo respeitar e buscar atestado na academia.
E da poligamia? A cosmovisão africana faz fé ao assunto. Deveras sugestivo!

Tempo

Multimédia