Gente

O outro lado da Gente |Joseca de Brito

José Dias Caetano de Brito, conhecido nas lides da música infantil angolana como Joseca, fez sucesso nos anos oitenta com as letras Olha bem aquela flor, Nasci e Menino Cruel, esta última com a participação de Alberto de Matos e Tony Cabaco. Inserido nas pequenas estrelas do programa radiofónico infantil Kaluanda Pió, da Rádio Nacional de Angola, o músico fez parte dos momentos de  alegria de muitas crianças e jovens daquele tempo. 

Fotografia: Santos Pedro

Nome: José Dias Caetano de Brito.

Idade: 46 anos.

Data de nascimento? 6/1/70.

Calçado: 41.

Ocupação: Jurista.

Naturalidade: Cabinda.

Estado Civil: Vivo em união de facto.

Filhos: Seis.

Sonhos: Quero ver os meus filhos formados.

Sente-se realizado: Ainda não.

Tem carro próprio: Estamos na luta para adquirir.

E casa: Igualmente.

Que importâncias têm as mulheres para si: São o suporte da família.

Como se veste de segunda a sexta-feira: Formal.

Aos fins-de-semana: Calções, camisolas, chinelas ou sapatilhas.

Usa roupa de marca: Uso sim, mas não sou daqueles dependentes da etiqueta.

Cor preferida: Azul e o branco.

Qual é a marca de perfume que usa: Black Orchid.

Acredita em forças ocultas: São um facto, no fundo todos acreditamos,pois pensamos sempre no mal.

Como reage a elas: Com sabedoria e respeito.

Onde passa as férias: Passo-as fora de Angola quando há bonança, se não, em Luanda.

Cidade predilecta: Valladolid (Espanha).

Virtudes: Sou carinhoso e afectuoso com as pessoas que amo.

Defeito: Impaciente.

Vício: Nenhum.

Ídolo: O meu pai.

Livro: “Minutos de Sabedoria”.

Escritor: O escritor brasileiro Carlos Torres Pastorinho.

Uma boa companhia: A minha mulher e os meus filhos.

Músico: Michael Bolton.

Comida: Carne de caça grelhada com salada de alface.

Bebida: Vinho tinto.

Sabe cozinhar: Sei sim.

O quê, por exemplo: Lombo recheado de chouriço no forno, com arroz branco e salada de alface.

É ciumento: Sou.

Bate nas mulheres: Não bato em mulheres, não resolve os problemas.

Desporto: Futebol.

Clube: Manchester United.

Alguma vez mentiu: Já sim, mas me recordo ter feito apenas em crianças.

Já foi enganado: Sim já.

Como reagiu: Afastei-me com a consciência de que já não faço parte do mundo dessa pessoa.

Ano que mais o marcou: 2000.

Porquê: Foi o ano em que morreu o meu pai.

O que acha da corrupção: Acho que é uma enfermidade.

Da homossexualidade: Respeito a opção de cada um.

E da poligamia? Deveria constar no Código Penal Angolano.

Tempo

Multimédia