Gente

O outro lado da Gente |Mário da Silva

Sonha alcançar o sucesso internacional como músico, mas divide tal actividade com a mecânica. Mário António da Silva gosta de estar ao lado da família e de ouvir os colegas Paulo Flores e C4 Pedro. O seu livro predilecto é a Bíblia Sagrada e aprecia o trabalho do escritor Uanhenga Xitu.

Fotografia: Paulino Damião

Nome: Mário António da Silva.

Idade: 32 anos.

Data de nascimento:  Nasci em 1984.

Calçado: 40.

Ocupação: Músico e mecânico.

Estado civil: Solteiro.

Naturalidade: Huambo.

Filhos: Uma filha. 

Sonhos: Ser grande músico e conquistar o mercado nacional, com a finalidade de internacionalizar a minha música.

Sente-se realizado: Ainda não.

Tem carro próprio: Não tenho.

E casa: Ainda não. 

Que importância têm as mulheres para si: Têm uma grande importância, porque a minha também é uma mulher.

Cor preferida: Verde. 

Qual é a marca de perfume que usa: Gosto das marcas quem têm bom aroma.

Como se veste de segunda a sexta-feira: Geralmente, uso roupa de serviço. Sou  mecânico de profissão, além de músico. Às sextas feiras, visto-me à desportista. Uma bermuda, t-shirt e ténis.

E ao fim-de-semana: De forma desportiva, com camisola e calção.

Usa roupa de marca: Uso, mas só as que me ficam bem.

Acredita em forças ocultas: Nem tanto.

Como reage a elas: De forma cristã.

Onde passa as férias: Geralmente, na província do Zaire.

Cidade predilecta: Soyo. 

Virtude: Sou humilde.

Defeito: Teimosia. 

Vício: Trabalhar e produzir música.

Ídolo: Deus.

Livro: “Bíblia Sagrada”.

Escritor: Uanhenga Xitu.

Uma boa companhia: A família.

Músico: Paulo Flores e C4 Pedro. 

Bebida: Água.

Sabe cozinhar: Sei.

O quê, por exemplo: Uma boa sacafolha (kizaca) com feijão.

É ciumento: Penso que não.  

Bate em mulher: Não.

Desporto: Judo.   

Clube: Inter Clube de Angola.

Já mentiu alguma vez: Sim.

Já foi enganado: Já.

Ano que mais o marcou: 2010.

Porquê: Por ser o ano em que conheci uma bela mulher que foi  minha namorada.

O que acha da corrupção: É um fenómeno que deve ser combatido com urgência.

Homossexualidade: Respeito, porque cada um é dono do seu destino. 

Poligamia: Respeito.

Tempo

Multimédia