Gente

O outro lado da Gente |Solange de Nery

Solange de Nery é cantora gospel e estudante. É natural de Cabinda, cidade em que venceu, no ano 2008, o concurso musical provincial Variante. No mesmo ano arrebatou o prémio nacional, em Malanje. A cantora sonha representar a nação angolana internacionalmente, cantando o estilo gospel. Quem a ouve cantar emociona-se e passa a admirar o seu talento e a sua poderosa voz.  Guy Destino, L’Or Mbongo e Rebeca Malope são os seus músicos predilectos.

Fotografia: Santos Pedro|Edições Novembro

Nome? Solange de Nery.

Idade?
29.

Data de nascimento?
15/01/1988.

Calçado?
41.

Ocupação?
Cantora e estudante.

Naturalidade?
Cabinda.

Estado Civil?
Casada.

Filhos?
Um.

Sonhos?
Representar Angola internacionalmente com a música gospel.

Sente-se realizada?
Ainda não.

Tem carro próprio?
Não.

E casa?
Ainda não.

Que importâncias têm as mulheres para si?
É o ser mais afável e auxiliador. Suporta embates que qualquer outro ser pode enfrentar,
mas sem a mesma força.

Como se veste de segunda a sexta-feira?
Uso roupas  normais.

E aos fins-de-semana?
Traje africano.

Usa roupa de marca?
Não.

Qual é a sua cor preferida?
Vermelho e preto.

Qual é a marca de perfume que usa?
Mariana.

Acredita em forças ocultas?
Sim.

Como reage a elas?
Orando.

Onde passa as férias?
Na minha terra natal.

Cidade predilecta?
Cabinda.

Virtudes?
Lealdade.

Defeito?
Falar muito.

Vício?
Cantar e assistir a concertos.

Ídolo?
Deus.

Livro?
"Bíblia Sagrada"

Escritor?
Deus.

Uma boa companhia?
A família e os amigos.

Músico?
Guy Destino Angola L’Or Mbongo e Rebeca Malope.

Comida?
Saca-folha de óleo de palma.

Bebida?
Refrigerantes.

Sabe cozinhar?
Sim.

O quê, por exemplo?
Todas as comidas típicas angolanas.

É ciumenta?
Sou humana.

O que acha dos homens que batem nas mulheres?
Machistas.

Desporto? Futebol.

Clube?
Real Madrid.

Alguma vez mentiu?
Já.

Já foi enganada?
Muitas vezes.

Ano que mais o marcou?
2008.

Porquê?
Ganhei o variante, fase provincial, em Cabinda e o nacional em Malanje.

O que acha da corrupção?
Acho que é  um mal para humanidade.

Da homossexualidade?
Respeito quem opta por isso, mas é pecado.

E da poligamia?
Também é pecado, porque Deus não constrói uma família destruindo outra.

SAPO Angola

Tempo

Multimédia