Gente

O outro lado da Gente|Dircy Sil

Dircy Sil é uma das vozes proeminentes do nosso quotidiano artístico. Cantora e empreendedora, a artista detém uma voz incomparável. É a intérprete da primeira versão do tema "Paga que paga", da autoria de Kyaky Kyadaff, que se tornou vencedora do Top dos Mais Queridos edição 2014, na voz de Ary. É esta figura que retratamos na presente edição de O Outro Lado da Gente.

Fotografia: foto de arquivo de Dircy Sil

Nome: Maria Helena Paulo da Silva  (Dircy Sil).

Idade:
Prefiro não revelar (risos).

Data de nascimento:
4 de Abril.

Calçado: 37.

Ocupação:
cantora, cabeleireira e esteticista.

Naturalidade:
Huambo.

Estado civil:
Solteira.

Filhos: Dois.

Sonhos: Alcançar os meus objectivos que são muitos e estão guardados comigo e Deus.

Sente-se realizada: Ainda não.

Tem carro próprio: Não.

E casa: Ainda não.

Que importância têm as mulheres para si: As mulheres desempenham um papel muito importante na sociedade. O de educar, unir e cuidar de pessoas.

Como se veste de segunda a sexta-feira: Ténis e jeans com uma blusa.

E aos fins de semana: Vestido.

Usa roupa de marca: Uso.

Cor preferida: Cor de rosa, preto e branco.

Qual é a marca de perfume que usa: Não tenho uma marca preferida. Uso qualquer, desde que tenha um bom aroma.

Acredita em forças ocultas: Acredito.

Como reage perante elas: Tento ficar o mais calma possível.

Onde passa as férias: Isso depende muito do bolso e do momento.

Cidade predilecta: Amesterdão e Ibiza.

Virtudes: Procuro a perfeição. />

Defeitos: Tenho muitos defeitos, quero que tudo aconteça já.

Vícios: Sou viciada em compras.

Ídolo: Jesus Cristo.

Livro: Bíblia Sagrada.

Escritor: Ennes o Fulano.

Uma boa companhia: O meu amor.

Músico: Eddy Silva e Mickerdam.

Comida: Mufete.

Bebida: Guaraná, sumol e kissângua.

Sabe cozinhar: Sei.

O quê por exemplo: Caldeirada, mufete, fumbua, kisaca e feijoada.

É ciumenta: Sou.

Bate nas outras pessoas: Não tenho vocação para a violência. É crime.

Desporto: Natação.

Club: Feijenoord (Holanda).

Alguma vez mentiu: Já. Todo o mundo já alguma vez mentiu.

Já foi enganada: Sim já.

Como reagiu: Furiosa. Chorei muito.

Ano que mais a marcou: 2016.

Porquê: Nasceu o meu segundo filho.

O que acha da corrupção: Está a levar o país à falência.

Homossexualidade: Prefiro não comentar.

Poligamia: Não tem cabimento.

Tempo

Multimédia