Gente

O outro lado da Gente|Janeth Ndala

Janeth Ndala é uma jovem licenciada em Relações Internacionais, trabalha no Ministério da Justiça e Direitos Humanos e o seu maior sonho é ver a sociedade angolana crescer com mais amor entre as pessoas. Revelou que gosta muito de música e os seus músicos de eleição são Euclides da Lomba e Heavy C, mas nutre, igualmente, uma grande paixão pelas artes cénicas, sobretudo, por ter feito parte do grupo teatral Fesusa, do distrito urbano do Rangel.

Nome: Janeth Claudina Manuel Ndala                                                         

Idade:
34 anos

Data de nascimento:
30 de Fevereiro de 1982

Calçado
: 38

Formação: Em Relações Internacionais

Ocupação:
Funcionária pública

Naturalidade:
Luanda

Filhos:
Por enquanto nenhum

Sonhos:
Ter casa própria e sucesso na carreira

Sente-se realizada:
Ainda não

Tem carro próprio:
Tenho

E casa:
Ainda não

Que importância têm as mulheres para si:
Para mim, são seres inofensivos e devem ser amadas e respeitadas

Perfume:
Hypinose e There Thermes

Usa roupa de marca: Sim

Como se veste de segunda a sexta-feira: De forma formal, como mandam as regras

Aos fins-de-semana:
A desportista e mais soft

Cor preferida:
Azul

Acredita em forças ocultas:
Acredito simplesmente no meu Deus vivo

Como reage:
Entrego tudo naquele que me fortalece, meu Deus todo poderoso

Onde passa as férias:
Namíbia, Inglaterra e Portugal

Cidade preferida:
Londres

Virtudes:
Crença e determinação

Defeitos:
Teimosa e persistente

Vício:
Amar e ser amada

Ídolo:
Meu pai

Livros:
"Como eu era antes de você" (Jojo Mayes) e "O mundo não acaba quando termina uma relação" (Penelas Santana)

Bebida: Sumo natural

Uma boa campanhia:
Minha família e o meu grande amor

Músicos:
Euclides da Lomba e Heavy C

Comida:
Os quitutes da terra

Sabe cozinhar:
Muito bem

O quê por exemplo:
Funji de cabidela

É ciumenta:
Sou

Qual é a sua opinião sobres os homens que batem nas mulheres:
Não têm noção das regras de convivência. Violência doméstica é crime e eu sou contra esta prática

É costume bater nos homens:
Não

Desporto:
Andebol

Clube:
Petro Atlético de Luanda e LSB

Já foi enganada:


Ano que mais a marcou:
2016

Porquê:
Porque foi o ano em que perdi o meu pilar (pai)

Alguma vez mentiu:


O que acha da corrupção:
Um mal que cria instabilidade em qualquer sociedade

Homossexualidade:
Cada um é livre de fazer as suas escolhas

Poligamia:
Sou contra

Tempo

Multimédia