Gente

Presidente da FAF garante reestruturação do futebol nacional

Artur Almeida e Silva, presidente eleito da Federação Angolana de Futebol (FAF), tem projectos para relançar o futebol nacional, quer internamente quer além-fronteiras.

Fotografia: M. Machangongo

Empresário renomado, ligado ao comércio de bens alimentares e utensílios diversos, apresenta-se como o “messias” do futebol angolano. Formado em gestão de empresas, o presidente da FAF, de 52 anos, começou a destacar-se no dirigismo desportivo na década de 90, quando exerceu as funções de presidente do Vitória do Sambizanga. Em 2012, depois de uma tentativa fracassada de concorrer às eleições na FAF, acabou por ser convidado para ocupar uma das vice-presidências da federação. Hoje, como responsável máximo do organismo, diz que a sua tarefa primordial é a “reestruturação do futebol angolano”, que está a atravessar um dos seus piores momentos em termos globais.

Tempo

Multimédia