Gente

Projecto Rota do Café junta figuras públicas

Várias foram as figuras públicas que se juntaram à iniciativa e completaram as três caravanas denominadas Mizangala, Zamba e Calunga, que durante os dias 10 e 11 do mês em curso percorreram mais de 895 quilómetros de estrada pelo itinerário Luanda-Cuanza Sul, tendo a Fazenda Rio Uíri como paragem principal.

Fotografia: DR

 A iniciativa veio da empresa Angonabeiro em parceria com a Social Team, que realizaram um passeio turístico denominado “Rota do Café Ginga”, cujo objectivo é contribuir para o resgate histórico e cultural da identidade do café em Angola. “Sinto-me surpreso, não esperava ver tanta beleza na rota do café e, acima de tudo, feita no Cuanza Sul, terra que me viu nascer. É lindo conhecer este processo que aqui é feito à moda antiga”, afirmou o jornalista Paulo Miranda Júnior, um dos integrantes da comitiva. A “Rota do Café” permitiu aos convidados conhecerem de perto alguns pontos turísticos nomeadamente as cachoeiras da Binga, as 124 curvas da vila da Conda, Ucu Seles, Morro do Dinguire e um desafio de hiking (caminhada), com duração de uma hora e meia, em que os participantes puderam fazer fotografias a 1380 metros de altitude, segundo  o guia turístico Paulo Gomes.

SAPO Angola

Tempo

Multimédia