Gente

Sindicato dos Jornalistas Angolanos em festa

Num ambiente carregado de êxtase e emoção, que reuniu um grande número de jornalistas de todas as gerações, o  Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA) promoveu a comemoração do seu 25º aniversário com um evento recheado de actividades.

Fotografia: Eduardo Pedro|Edições Novembro

 Entre as principais actividades, constaram a realização de uma palestra subordinada ao tema "A condição social do jornalista", que teve como prelector Mário Paiva, um jornalista experimentado, bem como uma sessão de homenagens a pessoas e instituições. Tal como reporta a foto, o SJA prestou homenagem a profissionais e instituições pelo contributo prestado à organização sindical,  pela promoção da liberdade de imprensa e pela persistência  no jornalismo e apoio à classe. Os homenageados são figuras como Avelino Miguel, o primeiro secretário-geral da história do SJA, Ismael Mateus, Graça Campos, Luísa Rogério, Francisco Rasgado, Gustavo Costa, William Tonet, Amílcar Xavier, Stela Silveira, Pedro da Ressurreição, Mário Paiva, Osvaldo Gonçalves, Mário Maiato, Siona Casimiro, Reginaldo Silva, João Melo, Amélia de Aguiar, Victor AleixoArlindo Macedo, Manuel da Silva e, a título póstumo, Américo Gonçalves e Aguiar dos Santos. Quanto às entidades, foram homenageadas instituições de ensino como o Instituto Médio de Economia de Luanda (IMEL) e o Centro de Formação de Jornalistas (Cefojor), o Grupo César e Filhos (Maboque) e a Rádio  Luanda Antena Comercial (LAC) pelo apoio ao jornalismo e contributo à liberdade de imprensa. O SJA foi fundado no dia 28 de Março de 1992, em Luanda e constitui a maior organização de profissionais da comunicação social angolana com o objectivo da defesa da classe jornalística, promoção da liberdade de imprensa, concertação e diálogo com as entidades patronais. Encontra-se representado em todas as províncias, tem a sua sede nacional em Luanda e como actual secretário-geral Teixeira Cândido.

Tempo

Multimédia