Gente

Treinador satisfeito com o desempenho

António de Brito |

Angola fez o pleno na fase regular da Taça de África das Nações de andebol, que se disputa no Pavilhão Arena do Kilamba, em Luanda, ao terminar invicto na liderança do Grupo A, mercê das vitórias frente à Costa do Marfim (37-18), Senegal (31-18), Camarões (30-14) e Congo Democrático (38-21).

Em quatro jogos disputados, o “sete” nacional orientado por Filipe Cruz marcou 136 golos e consentiu 71, totalizando oito pontos. Nos desafios realizados, a Selecção Nacional começou e terminou a vencer. Durante os 240 minutos de jogo, o seleccionador nacional utilizou as 18 jogadoras eleitas para o assalto ao 12º título continental.
Ao fazer o balanço da prestação do conjunto angolano durante a primeira fase da competição, Filipe Cruz disse ao Jornal de Angola que as jogadoras cumpriram com os propósitos da equipa. “Atingimos os nossos objectivos, ao vencermos os quatro jogos. A nossa ideia é sempre tentar melhorar aquilo que não estamos a fazer bem. Pelos níveis alcançados, queremos mais porque nunca estamos satisfeitos. A equipa defende perfeitamente, mas perde muitos ataques. Com o trabalho a ser realizado, estou convencido que vam”, garantiu o timoneiro angolano.
Filipe Cruz destacou ainda a entrega demonstrada pelas jogadoras durante os quatro jogos, apesar da lesão contraída por Wuta Dombaxe. “A avaliação, em função do comportamento de cada uma das atletas, é positiva. Temos de gerir o grupo de forma a que cheguemos à recta final em perfeitas condições. A ideia principal é que as jogadoras cheguem frescas à recta final”.
Na antevisão ao jogo dos quartos-de-final frente à Argélia, Filipe Cruz admitiu que Angola é favorita, apesar do respeito pela selecção adversária.“É uma selecção que merece todo o respeito, mas somos favoritos. Temos de demonstrar em campo, porquê que Angola é a melhor de África. A Selecção Nacional está a passar por uma boa fase. Por isso, temos de assumir as nossas obrigações”, assegurou o seleccionador nacional.

Tempo

Multimédia