Gente

Yola Semedo com reclusas

Yola Semedo chorou, cantou e descalçou durante a sua actuação no estabelecimento prisional de Viana, num espectáculo realizado na manhã de quarta-feira, dia 8, na ala feminina da cadeia de Viana, em Luanda.

Fotografia: Estanislau Matoso

A autora dos discos “Diário de memórias” e de “Filho meu” não escondeu a sua emoção. O intenso sol não inibiu a menina dos Impactus 4 de interagir com as reclusas. Muito aguardada e ovacionada do princípio ao fim, Yola Semedo não se conteve emocionalmente. Logo no início do show, descalçou e decidiu interagir com a plateia composta por mulheres reclusas e seus filhos. Acarinhada e aclamada de pé, chegou a ter o auxílio de uma reclusa para se resguardar do sol intenso: uma tampa plástica. Em cada uma das canções, choros e assobios eram visíveis entre as reclusas, o que contagiou a vocalista do grupo Impactus 4. As imagens do espectáculo foram cedidas por Stanislau Matoso.

Tempo

Multimédia