Mundo

Actos de xenofobia forçam repatriamento de nigerianos

A Nigéria vai repatriar cerca de 600 cidadãos da África do Sul após uma onda de violência xenófoba que levou a tensões entre os dois países.

Fotografia: DR

Segundo o cônsul-geral da Nigéria, Godwin Adama, citado pela BBC, alguns partem amanhã em dois voos.
Dez pessoas, incluindo dois estrangeiros, foram mortas na semana passada, quando multidões atacaram empresas estrangeiras.
Os ataques começaram depois de os camionistas terem feito uma greve para protestar contra o emprego de estrangeiros.
Uma das maiores e mais desenvolvidas economias do continente, a África do Sul tornou-se uma atracão para imigrantes. Mas também há alto desemprego no país e algumas pessoas sentem que os estrangeiros estão a tirar os seus empregos. O cônsul-geral da Nigéria disse apenas os que estavam a sofrer devido aos ataques deixariam o país.

Tempo

Multimédia