Mundo

Adolescentes suspeitos de matar a jornalista

Dois adolescentes, de 18 e 19 anos, foram detidos por suspeitas de estarem relacionados com o homicídio de Lyra McKee, na cidade de Derry, na Irlanda do Norte, na noite de quinta-feira, refere a Polícia da Irlanda do Norte em comunicado citado ontem pelo Mirror. Os dois homens foram detidos ao abrigo da legislação antiterrorista.

Lyra McKee
Fotografia: DR

A jornalista Lyra McKee, de 29 anos, foi atingida por uma bala quando observava os motins que decorriam naquela área entre o “Novo IRA”, uma facção que nunca aceitou o acordo de paz e a entrega das armas alcançado em 2005, e a Polícia em Derry. O incidente já foi classificado pelas autoridades como “terrorista”.
Informações de testemunhas ao Mirror davam conta que uma figura encapuzada parou no fim de uma estrada e disparou para o local onde se encontrava a jovem. As pessoas começaram todas a correr, mas um dos tiros acertou em Lyra. Logo após a morte Mark Hamilton, o vice-chefe da Polícia da Irlanda do Norte, referiu numa conferência de imprensa que a Polícia crê que o ataque foi levado a cabo por “dissidentes republicanos violentos”. “A nossa avaliação de momento é que os responsáveis deverão ser elementos do “Novo IRA” e isso é a nossa principal linha de inquérito”, revelou.
Lyra McKee era uma jornalista respeitada e admirada, tendo sido eleita uma das 30 pessoas mais influentes com menos de 30 anos pela Forbes na categoria de media na Europa em 2016. A sua paixão, descrita pela revista, era “escavar” assuntos que não interessavam a outros.

Tempo

Multimédia