Mundo

África do Sul isenta vistos para 82 membros da ONU

A África do Sul concedeu a isenção de vistos a 82 dos 193 países-membros das Nações Unidas, dos quais 18 do continente africano.

A África do Sul concedeu a isenção de vistos a 82 dos 193 países-membros das Nações Unidas, dos quais 18 do continente africano. Os estados-membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) gozam deste estatuto, com excepção da República Democrática do Congo (RDC).
Os mais recentes Estados abrangidos pela medida são o Qatar, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Nova Zelândia. O objectivo é incrementar o turismo no país, anunciou o ministro do Interior.
Aaron Motsoaledi adiantou, em comunicado, que a medida foi tomada "unilateralmente" e contempla um total de sete países. “A partir de hoje [quinta-feira], os viajantes do Qatar, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Nova Zelândia não precisam de visto para visitar a África do Sul para férias, conferências e reuniões de negócios”, anunciou o ministro sul-africano.
Segundo Motsoaledi, o Executivo sul-africano pretende também conceder o estatuto de isenção de vistos a visitantes de São Tomé e Príncipe, Ghana e Cuba, após a conclusão de negociações com as autoridades destes países no fim deste mês.
“Tomámos essa decisão unilateralmente, mas estamos a engajar esses países para ver como podem flexibilizar os requisitos de entrada para os nossos cidadãos”, referiu o ministro sul-africano.

Tempo

Multimédia