Mundo

Alassane Ouattara pede mais meios de coordenação para combater o jihadismo

O Presidente da Costa do Marfim, Alassane Ouattara, considerou em Abidjan que as forças da ONU e do G5 Sahel não são suficientes e que é necessário encontrar meios de coordenação mais alargados e eficazes para combater o jihadismo que se espalha pelo Sahel e África Ocidental.

Fotografia: DR

Devemos encontrar meios de coordenação mais amplos e eficazes para ajudar os países vizinhos, como o Mali, o Níger e o Burkina-Fasso, disse o Presidente marfinense, ontem, segundo a AFP, depois de um encontro com o seu homologo senegalês, Macky Sall.
“A MINUSMA e o G5 Sahel não são suficientes”, indicou, por seu lado, o Presidente Macky Sall que efectuou este fim-de-semana uma visita de Estado à Costa do Marfim.
A 13 de Março de 2016 a Costa do Marfim foi visada por um ataque jihadista, tendo os agressores disparado contra turistas na cidade balnear de Grand-Bassam, matando 19 pessoas. Desde então, as autoridades dizem ter abortado várias tentativas de ataques.

 

Tempo

Multimédia